31 dezembro 2012

Medo e Aversão



Eu vivi um monte de vidas diferentes
Sendo pessoas diferentes muitas vezes
Eu vivo minha vida na amargura
E encho meu coração de vazio

E agora eu vejo, eu vejo pela primeira vez
Não há nenhum crime em ser gentil
Nem todo mundo quer acabar com você
Talvez, apenas talvez, eles só querem conhecer você

E agora a hora é essa
Baby, você não tem que viver sua vida com medo
E o céu está claro, limpo do medo

Não quero viver com medo e odiando
Eu quero sentir como se estivesse flutuando
Em vez de constantemente explodindo
Com medo e ódio

Tem pessoas diferentes dentro da minha cabeça
Gostaria de saber qual delas eles gostam mais
Parei de tentar ter todos
E terminar com quase nada

E agora a hora é essa
Baby, você não tem que viver sua vida com medo
E o céu está claro
Limpo do medo (do medo)

Não quero viver com medo e odiando
Quero sentir como se estivesse flutuando
Em vez de constantemente explodindo
Com medo e ódio

E quando o tempo vem Mmm, mmm, mmhmmm
E as luzes se acabam,
Eu sei onde eu pertenço
Quando eles me sufocam.

Não quero viver com medo e odiando
Quero sentir como se estivesse flutuando
Em vez de constantemente explodindo
Com medo e ódio

Eu quero me sentir completamente sem peso
Eu quero tocar a borda da grandeza
Não quero ser completamente infiel
Completamente incrédula.

Quando o tempo chegar
Quando as luzes se apagarão
Quando o tempo chegar
Quando as luzes se apagarão

Nenhum comentário :

Postar um comentário